VENHA DANÇAR CONOSCO EM 2011

Loading...

domingo, 29 de junho de 2008

EGO INFLADO

Encontrei um artigo muito interessante em meus fichamentos sobre dança do ventre. Ele fala sobre o ego inflado da bailarina de dança do ventre no início de carreira.

Essa atitude é mais comum do que você imagina, o bom disso é que depois passa esse momento “purpurina” e elas voltam para a realidade e percebem que precisam dos outro para que sejam realmente grandes estrelas.

Este artigo me fez lembrar as aulas de lingüística, onde estudávamos as concepções filosóficas de Bakhtim, e o assunto fez-me enveredar pela ótica dele onde fala “que o outro é essencial para que o sujeito tome conhecimento não somente das coisas (objetos), mas também da consciência de si mesmo, do conhecimento da existência do não conhecido”.

Ele ainda diz que “O sujeito se constitui se forma nas relações sociais, por isso o homem necessita da interação com o outro”. E assim, como qualquer mortal, a bailarina de dança do ventre, também precisa do outro para se constituir, e construir uma carreira sólida e permanente.

Lei a seguir o artigo.

Beeeeijos


INFLAÇÃO DO EGO

Jorge Sabongi - Julho/99

Um fator importante que você deve controlar e equilibrar em sua personalidade ao se profissionalizar em dança do ventre é uma característica que chamo de "inflação do ego". Ela existe, toma conta de você... E quando menos espera, você perdeu a humildade, se julga esplendorosa e detentora de um conhecimento e espaço conquistado com meros estudos preliminares, e principalmente, de preferência, para não ser dividido com mais ninguém.

É extremamente interessante como aprendizes que sequer arranharam a superfície de um determinado conhecimento, da noite para o dia, colocam-se na posição de mestras detentoras de toda sabedoria, isentas de bom senso, que seria imprescindível para a construção de um objetivo que se determinou atingir.

A questão é simples: na medida de seu merecimento, de sua busca e sua perseverança ao longo dos anos de trabalho, o mercado lhe dará a contrapartida. Então, se o seu trabalho é sério, a procura tende a ser crescente. Caso seja um mero momento para alavancar alguns recursos financeiros, provavelmente em alguns meses você estará esquecida.

É importante lembrar que no mercado você pode atender a vários segmentos: tem pessoas que aceitam tudo, tem pessoas que não aceitam nada, e tem pessoas que preferem ser seletivas. Resta a você identificar o que mais lhe convém. O que você deve pensar é que independente de onde pise, a "inflação do ego" corre solta e se você não se cuidar, com certeza ela vai te dominar.

Em todas as atividades do mundo, o mercado é uma rua de duas mãos, você não pode querer trafegar só na ida, um dia talvez, precise voltar pela outra via. E é aí que está o segredo, se você não construiu um caminho cristalino e correto não pode esperar voltar e ser aceita.

Se seu ego está se inflacionando (cada dia você se julga mais e mais do que realmente é), você até poderá caminhar um bom percurso, mas chegará um ponto adiante que uma pergunta surgirá "onde estou?" Ou um sentimento de vazio lhe virão fazer companhia, pois esta inflação começa a destruir não só seu convívio social, mas sua estrutura de como lidar com o mundo e com as situações. E é aí que o tipo de personalidade que você construiu, tende a destruir tudo o que você edificou, pois não foi estruturado para angariar um sentimento de simpatia geral.

É normal você não conseguir agradar a todos, mas se você se envereda por caminhos de desagradar a multidões, algo está errado em sua essência. Isso acontece geralmente quando sua forma de conduzir-se no dia a dia denota uma personalidade ainda em desenvolvimento ou caso você esteja em evidência e não sabe administrar seu sucesso, deixando-se levar pela soberbia.

A inflação do ego existe, não é benigna e pode ser dominada, mas só terá efeito com você, caso disponha-se a aceitar que o APRENDIZADO NUNCA TERMINA. Que "quanto mais acredito que aprendi, mais percebo que nada sei". Requer humildade, respeito pelo trabalho de todos, e muita seriedade em sua conduta. Envolve ética, honestidade e honra.

É interessante lembrar que em toda atividade que engloba estética (a beleza feminina, em especial), existe um tipo de concorrência daninha e que muitas vezes desestrutura personalidades, pela simples preocupação de uma concorrência ou receio de que outras estrelas possam brilhar iguais ou mais. É normal... Sempre existiu e sempre vai existir!

O céu é imenso e sempre terá espaço para seu brilho. Talvez sua estrela não pareça daqui ter um brilho tão intenso, mas quem sabe é porque está tão distante de onde se olha? Ou tão distante da realidade presente? O Universo é infinito tem espaço para todas brilharem.

Um comentário:

Lilian Castro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.